19°C 33°C
Independência, CE
Publicidade
Anúncio

Preço da energia fica mais caro a partir de hoje

Motivos para o acionamento da bandeira amarela são previsão de chuvas abaixo da média no segundo semestre, temperaturas mais altas e maior consumo. Conta encarece R$ 1,88 a cada 100 kilowatt-hora.

01/07/2024 às 10h22
Por: Redação Fonte: G1/CE
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

A tarifa da conta de energia no Ceará terá um aumento a partir deste mês de julho. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária para o mês será amarela em razão de condições menos favoráveis para geração de energia no País.

 

Em nota, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) explicou que os fatores que levaram à adoção da bandeira amarela são:

 

▶️ previsão de chuvas abaixo da média no segundo semestre (cerca de 50% menos que o normal).

 

▶️previsão de temperaturas acima da média no inverno, o que levará ao acionamento de aparelhos para amenizar o ambiente.

 

Esse é o valor aprovado pela Aneel em março deste ano, quando houve  redução de 37% do valor da bandeira amarela, caindo de R$2,989/KWh para R$1,885/KWh.

 

Portanto, segundo a Aneel, os fatores que acionaram a bandeira amarela foram o GSF (risco hidrológico) e o aumento do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD), visto que atualmente não há despacho fora da ordem do mérito (GFOM) decidido pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE).

Com essa conjunção de fatores, o consumo de energia é estimado em ser maior, ao mesmo tempo, em que as hidrelétricas terão menos água. O governo precisará acionar as usinas termelétricas, que funcionam a partir da queima de combustível, que são mais caras que as hidrelétricas.

 

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras — além da verde e da amarela, há a vermelha, mais cara — estimula o próprio consumidor a controlar sua tarifa, economizando energia e, assim, diminuindo a necessidade do sistema todo de acionar as termelétricas.

 

Essa é a primeira alteração na bandeira desde abril de 2022. Ao todo, foram 26 meses com bandeira verde. Com o sistema de bandeiras, o consumidor consegue fazer escolhas de consumo que contribuem para reduzir os custos de operação do sistema, reduzindo a necessidade de acionar termelétricas", escreveu a agência.

 

Bandeira amarela mais barata

Em março, a Aneel aprovou redução de até 37% nos valores das bandeiras tarifárias. Com o ajuste, os preços ficaram assim:

 

bandeira verde (condições favoráveis de geração de energia) – sem custo extra;

 

bandeira amarela (condições menos favoráveis) – redução de 37% em relação ao valor anterior. A tarifa será de R$ 18,85 por MWh (megawatt-hora) utilizado; ou R$ 1,88 a cada 100kWh.

bandeira vermelha patamar 1 (condições desfavoráveis) – redução de 31% em relação ao valor anterior. A tarifa será de R$ 44,63 por MWh utilizado; ou R$ 4,46 a cada 100 kWh.

bandeira vermelha patamar 2 (condições muito desfavoráveis) – redução de 20% em relação ao valor anterior. A tarifa será de R$ 78,77 por MWh utilizado; ou R$ 7,87 a cada kWh.

Na época, a Aneel justificou que as condições dos reservatórios permitiam essa adequação nos preços das bandeiras.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Independência, CE
27°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 33°

27° Sensação
2.16km/h Vento
37% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
05h51 Nascer do sol
05h41 Pôr do sol
Seg 33° 21°
Ter 33° 19°
Qua 34° 18°
Qui 33° 19°
Sex 34° 20°
Atualizado às 18h02
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 350,192,51 +5,64%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Lenium - Criar site de notícias